Cair menina, se reerguer mulher

Se eu pudesse te apagar da minha mente apagaria agora, mas toda vez que eu me lembro de nós dois meu coração sempre chora.. E é sempre a mesma história..

“Mas nada foi tão teu, do que eu.”

—   Larissa Muniz.  (via expressao)

(Fonte: refetuada, via no-heart-beats)

(Fonte: p-akman, via biturseviyimmi)

“Eu não gosto das lembranças, porque com elas as lágrimas vêm facilmente, e hoje mais uma vez eu quebrei a minha promessa comigo mesmo. É uma batalha constante, uma guerra entre lembrar e esquecer.”

—   Autor Desconhecido   (via nobroke)

(Fonte: sabedorias, via trecho-de-livros)

P 18.

  Primeiramente a foto deve intrigar mas durante o texto talvez haja algum entendimento por aqueles que tenham passado por algo semelhante. A questão é que uma árvore pode perder todas suas folhas mas suas raízes permanecem e aos poucos e após duros invernos, ela irá florescer novamente se a terra ainda lhe for fértil. 

"  Hoje, dia 18 de agosto de 2014, eu acredito que estou começando a aceitar o fato de deixar minhas folhas “pré 18” irem embora. Tentei segurá-las nos últimos três meses de um jeito louco e alucinado colando certas partes, remendando outras e até respirando outros ares para que estas ficassem, entretanto não foi o suficiente visto que estas já não me pertencem mais e minhas raízes precisam florescer novas folhas, novas histórias, sentimentos e finalmente uma nova Gabriela: a “pós 18”.

  Não tenho tanto otimismo com essa nova fase porque sinceramente tem doído muito ver cada folha indo embora, cada lembrança se desfazendo e recordação sendo lentamente deixada para trás. As músicas, filmes, livros, roupas, acessórios, o jeito de me maquiar ou de mexer o cabelo, o esmalte na unha.. Os trejeitos no falar, no andar e no agir. Estes últimos por sua vez que não são materiais mas sim emocionais.  Afinal, o que não se tornou sentimento? 

  A questão é que hoje, cerca de dois meses antes de completar os 18 anos, maioridade, independência ou todo o clichê que lhe é dado como rótulo, eu estou encarando a realidade de que não será perfeito muito menos através de um caminho cheio de flores e terra macia. Pelo contrário. Vai ser passando por cima dessas pedras de tristeza e desapego, pisando em cacos de vidro que me lembram as palavras ditas, talvez subindo as montanhas das mágoas e escalando os morros do rancor por tanto fingimento, porque me desculpa, meu amor.. Mas você cada vez se mostra mais fingido e mais de mentira, mais inexistente

  Ao mesmo tempo que parece nunca mais ter o sol pra me fazer florescer eu sei que um dia ele tornará a brilhar e virão novas folhas, novas histórias e quem sabe um dia, um novo amor. Essa é a fase de transição e acredito estar na metade bem como na imagem: já aceitei o fim e você também. Se não te dá sossego não é amor, é apego. “

my-good-girls:

yummy babe
adultdirtygifsex:




…..

my-good-girls:

yummy babe

adultdirtygifsex:

…..

(Fonte: bbwgothcumsex)